Museu Histórico João Batista de Brito

Museu Histórico João Batista de Brito
Ala conta a história do homem que deu nome ao museu | Foto por: Luciano Ribeiro / ATN

Em Paraíso do Tocantins, a 63 km de Palmas, fica o Museu Histórico João Batista de Brito, localizado na Praça José Torres, no centro da cidade. O local conta com mais de 400 peças em exposição, entre objetos utilizados pelos escravos e louças da rainha Elizabeth, da Inglaterra.

O Museu retrata, principalmente, a história de Paraíso e região, nos âmbitos político, cultural, econômico e esportivo; além de curiosidades sobre o município. Entre as peças da Sala Nobre, por exemplo, estão expostas duas cadeiras do primeiro cinema da cidade. Há também uma sala temática sertaneja, sala de educação musical, educação patrimonial, espaço de relíquias religiosas e a Biblioteca do Autor Tocantinense.

As peças do museu foram recolhidas pelos organizadores Cícero Moreira e Antônio Alves dos Santos, responsáveis pelo espaço. Durante três meses, eles visitaram famílias da região e recolheram memórias e objetos. “Antes não tínhamos onde guardar a nossa história, com o museu foi possível juntar relíquias”, frisou Antônio Alves.

Atualmente o museu tem no acervo a primeira pia batismal utilizada na cidade, assim como a escrivaninha onde foram assinados os primeiros atos do município. Também estão em exposição uma antiga máquina de datilografar, lamparinas, panelas utilizadas na época da escravidão, espingardas e o primeiro sino da antiga Igreja São José do Operário.

Origem do nome
O Museu de Paraíso recebeu o nome de João Batista de Brito em homenagem ao tradicional morador da cidade. João Batista foi fotógrafo, agrimensor, agropecuarista, barbeiro e ministro da eucaristia.

Visitação
Aberto ao público das 7 às 20 horas, de segunda a sexta-feira, o museu conta com visitas guiadas pelo professor e historiador João Paulo Barreira. Grupos podem agendar horários pelo telefone (63) 3602–273.

Na próxima semana, quem visitar o Museu João Batista de Brito poderá conferir uma exposição especial de objetos com idade entre 100 e 150 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *